fbpx
domingo, 3 março 2024

Delfinópolis recebe selo de certificação de cidade turística do Governo de Minas Gerais



Com esse reconhecimento, o município espera receber ainda mais turistas, que vão aproveitar as belezas naturais da cidade.

Delfinópolis é conhecida como paraíso ecológico com suas cachoeiras — Foto: Contos de Minas/@dudafgrocha

Por EPTV 2 — Delfinópolis, MG

Delfinópolis (MG) recebeu da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo o selo de certificação de cidade turística. Com esse reconhecimento, o município espera receber ainda mais turistas, que vão aproveitar as belezas naturais da cidade.

Assista ao vídeo, clique aqui

O município é conhecido como um paraíso ecológico, devido às belezas naturais, água cristalina e uma paisagem que envolve.

Delfinópolis é também uma das principais portas de entrada para o Parque Nacional da Serra da Canastra, famoso por abrigar belas cachoeiras e a nascente do Rio São Francisco.

A cidade tem mais de 150 cachoeiras catalogadas. Tantas opções levaram o município a receber o certificado de cidade turística pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo. Com isso, Delfinópolis pode solicitar recursos junto ao governo estadual para estimular o turismo na cidade.

“São oito cachoeiras nesse pedacinho do parque, lembrando que Delfinópolis deve ter umas 150 cachoeiras abertas ao público e o parque umas 500 cachoeiras”, disse o gerente de um parque aquático da cidade, Wallace de Melo Lucas.

Delfinópolis recebe selo de certificação de cidade turística do Governo de Minas Gerais — Foto: Reprodução EPTV
Delfinópolis recebe selo de certificação de cidade turística do Governo de Minas Gerais — Foto: Reprodução EPTV

No entanto, o município ainda enfrenta dificuldades quando o assunto é entrada ou saída de turistas da cidade. Problemas nas balsas e longas filas para o embarque, além da falta de asfalto na BR-464. Mas com o certificado de reconhecimento do estado, a expectativa é que esses problemas sejam amenizados.

“Delfinópolis é extremamente procurada por turistas que preferem o contato com a natureza e com o ecoturismo, fatores que se intensificam pelas estradas de terra e acessos da zona rural, entre elas a BR-464. Não é competência da prefeitura municipal promover a manutenção e pavimentação da mesma, pois trata-se de uma rodovia federal. O que nos compete é mobilizar as forças políticas locais, estaduais e federais para que consigamos a melhoria desse acesso”, disse a coordenadora de Turismo de Delfinópolis, Suzana Vilaça.

Delfinópolis recebe selo de certificação de cidade turística do Governo de Minas Gerais — Foto: Reprodução EPTV
Delfinópolis recebe selo de certificação de cidade turística do Governo de Minas Gerais — Foto: Reprodução EPTV

Os empresários do turismo esperam que o reconhecimento possa ajudar a alavancar ainda mais a atividade no município.

“A gente espera que através desse reconhecimento, venham mais recursos pra gente estar sempre melhorando e atendendo às mudanças, porque está tudo mudando, carros que vêm pra cá não vinham antigamente, bicicletas, trilheiros a pé, então a gente está sempre pensando nisso e neles”, disse a dona de pousada Mariângela Paiva Sampaio.

Sobre a situação das balsas de Delfinópolis, Furnas disse que reformas nas embarcações e rebocadores estão previstas para serem retomadas na próxima semana e que trabalha junto à Secretaria Estadual de Infraestrutura e ao Ministério de Minas e Energia para uma solução estrutural em relação a esse transporte.

Já sobre a situação da BR-464, o Dnit informou que o trecho está incluído em um estudo de viabilidade técnica para a implantação, pavimentação e absorção de 347 quilômetros de rodovias entre Araxá, no Alto Paranaíba, até Passos, com uma alternativa de ligação a região de Uberaba, no Triângulo. Agora, o estudo está na fase de elaboração dos projetos de engenharia.

Fonte: G1

Um comentário

  1. Muito bom saber que o Parque Nacional da Se4ra da Canastra está cada vez mais em evidência . É uma pena que outros municípios no entorno do Parque não tenha recebido essa mesma atenção, o que é o caso de São Roque de Minas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Posso ajudar?