terça-feira, 29 setembro 2020

Moradores temem corte de árvores no centro de São Roque de Minas.



Por Anna Lúcia Silva – G1 Centro-Oeste de Minas

Medida consta em um projeto do Executivo que irá recapear avenida. Prefeito diz que se maioria dos moradores discordar, projeto será paralisado.

Moradores de São Roque de Minas, no Centro-Oeste do estado temem o corte de árvores na Avenida Tancredo Neves, no Centro da cidade. Segundo eles, a possibilidade surgiu em uma reunião na Câmara dos vereadores, onde foi cogitada a hipótese de asfaltar a rua que já é pavimentada. Para isso, as árvores que estão plantadas no canteiro central terão que ser retiradas. O G1 entrou em contato com o prefeito da cidade e ele confirmou que se for preciso as árvores serão realmente retiradas, mas que haverá replantio em outro ponto da cidade.

Ainda de acordo com o prefeito, o calçamento da Avenida Presidente Tancredo Neves será estendido para a comunidade de São João Batista da Serra da Canastra. “É um distrito que precisa ser calçado, pois há aproximadamente 500 moradores. Entendemos que se for preciso retirar as árvores elas serão replantadas em outro local da cidade, sem dúvidas”, disse Roldão de Faria Machado.

O prefeito disse ainda que apesar de constar a retirada das árvores no projeto que já está pronto, não haverá necessidade de cortar todas as árvores. “Algumas irão permanecer, o asfalto irá ser feito ao lado dessas árvores. Mas as que impedirem o percurso da pavimentação, terão que ser retiradas. Quero ressaltar que elas serão replantadas”, disse.

“O nosso calçamento é bem feito, apesar de antigo. Há mais coisas a se fazer na cidade do que asfalto. Acho que deveriam pensar em revitalizar ruas com calçamento mal feito. No que está bom não se mexe. Moro na avenida há mais de 50 anos e sempre foi com calçamento atual. As árvores são antigas e é mais um agravante para que não sejam arrancadas. É um desgosto muito grande para todos”, disse a aposentada de 81 anos, Edna Batista de Faria.

Carmem Geralda da Silva, de 60 anos também é moradora da avenida e compartilha da opinião de Edna. Para ela, o calçamento está em perfeito estado de conservação e não precisa ser asfaltado.

“A chuva vem e cai no subsolo, é um calçamento de 30 anos. Apenas o canteiro precisa de reparo, Isso é um absurdo. É uma cidade que faz Parte Nacional da Serra da Canastra. Arrancar árvores, em uma cidade onde há a nascente do Rio São Francisco é no mínimo estranho. Asfaltar as ruas é completamente antiecológico. Ao invés de preservar, vai totalmente na contramão”, destacou a moradora.

O ambientalista Vicente Faria conta que do ponto de vista ambiental sempre é prejudicial. Já que as árvores colaboram para amenizar a temperatura do ambiente e servem de abrigo para fauna. ” É sempre prejudicial e por isso sou totalmente contra. Algumas espécies dependem inclusive dos alimentos oferecidos por essas árvores”, reforçou.

O presidente do Parque Nacional da Serra da Canastra disse que a decisão no que diz respeito à área urbana é decisão da Prefeitura, desde que não afete o parque. “Retirada de árvores é sempre triste e se puder transplantar é melhor. Mas são decisões que cabem à Prefeitura e vai da consciência de cada um”, disse.

O Prefeito disse ao G1 que está disposto a fazer uma audiência pública com toda a população. Se a maioria não quiser o asfalto, o local ficará do mesmo jeito. “O dinheiro é público e tenho que gastar de acordo com as necessidades da população. Recebi um abaixo assinado com pouco mais de 100 assinaturas, se tiver 2.500, que é a metade dos eleitores, as obras serão paralisadas imediatamente”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Posso ajudar?