quarta-feira, 28 outubro 2020

Encontro virtual discute a produção do queijo do território do cerrado



O encontro “Trilha do Queijo do Cerrado: do artesanal ao digital” vai discutir vários temas ligados à produção do queijo da região do cerrado. As inscrições para o evento estão abertas.

Por Isabel de Andrade*

Estão abertas as inscrições para dois encontros online que vão discutir temas ligados à produção do queijo minas artesanal da região do cerrado mineiro. Os debates serão promovidos pelo Sebrae em parceria com a Associação de Queijo Minas Artesanal do Cerrado, Aprocer.

No dia 30 de julho, a partir das 17h, a especialista em queijos da Epamig – Instituto de Laticínios Cândido Tostes, Denise Sobral, vai falar sobre os Defeitos em Queijo Minas Artesanal. Na sequência, o gerente de Inspeção de Produtos Agroindustriais do IMA, André Almeida Santos Duch, vai discutir “Legislação e Adequação das Queijarias para registro no Sistema de Inspeção Estadual”. No encerramento do evento, vai ser lançada a marca Aprocer.

Já no dia 06 de agosto, também a partir de 17h, as discussões vão começar com o tema “Maturação de Queijo Minas Artesanal” que será discutido pelo professor associado do Departamento de Zootecnia da UFVJM, Cleube Andrade Boari. Às 17h40, a analista técnica do SEBRAE Minas, Paula Bento, fará uma palestra com o tema “Não dá mais para esperar! Transformação digital no mercado de queijos artesanais”. O encerramento ficará por conta do analista técnico do SEBRAE Minas, Ricardo Boscaro, e da coordenadora técnica regional da EMATER, Leni Alves.

O queijo produzido no território do cerrado tem a casca semi-dura e textura compacta. A cor é branca amarelada, o sabor é ligeiramente ácido, ele é amanteigado e tem a consistência macia. Um dos grandes diferenciais do queijo do cerrado é o tempo de maturação, que é considerado médio. Ele é produzido em cidades como Abadia dos Dourados, Arapuá, Carmo do Paranaíba, Cruzeiro da Fortaleza, Lagoa Formosa.

A proposta do encontro “Trilha do Queijo do Cerrado: do artesanal ao digital” é promover a capacitação dos produtores queijeiros e a disseminação de informações importantes para a profissionalização da atividade no território. Para a realização do evento, o Sebrae Minas e a Aprocer contam com a parceria da Emater, Unipam, UFU de Patos de Minas e Universidade Federal de Viçosa campus Rio Paranaíba.

Serviço:
Data: 30 de julho
Inscrições neste link.

Data: 06 de agosto
Inscrições neste link.

Fonte: https://territoriosgastronomicos.uai.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Posso ajudar?