fbpx
quinta-feira, 30 maio 2024

Comitiva Mineira leva à Unesco pedido de tombamento de Queijo Minas como patrimônio mundial



Uma comitiva mineira está no Marrocos participando do 17⁰ Encontro do Comitê Intergovernamental da Unesco – Patrimônio Imaterial da Humanidade, com o objetivo de levar o pedido para que os modos de fazer o Queijo Minas Artesanal (QMA) faça parte do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco.

A missão técnica é composta por representantes das Secretaria de Estado de Agricultura, Secretaria de Estado de Cultura e Turismo, do presidente da Associação Mineira do Queijo Minas (Amiqueijo), além do produtor de queijo canastra, Hugo Leite e do gerente executivo da Associação dos Produtores de Queijo Canastra (Aprocan), Higor de Freitas.

O evento está acontecendo na cidade de Rabat, capital do Marrocos.

O primeiro dia missão começou com uma visita importante à Embaixada do Brasil, onde a equipe se reuniu com o Embaixador e discutiu temas importantes sobre os queijos artesanais de Minas Gerais, do Brasil e do mundo. Outras cadeias também foram abordadas na reunião, como café, charcutaria e turismo.

Logo em seguida, a equipe seguiu para o primeiro dia 17⁰ Encontro do Comitê Intergovernamental da Unesco – Patrimônio Imaterial da Humanidade. A missão técnica está sendo realizada com o apoio do Sicoob Sarom em parceira com Aprocan.

O objetivo do pedido é promover e agregar cada vez mais valor à produção artesanal, gerando mais emprego, renda, potencializando toda cadeia turística da Canastra e de Minas Gerais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Posso ajudar?