terça-feira, 11 agosto 2020

Queijos da Serra da Canastra conquistam 24 medalhas das 56 do Brasil em concurso mundial na França



Concurso terminou nesta terça-feira (4) na cidade Tours; produtores alcançaram medalhas que vão de bronze até super ouro.

Por Régis Melo, Fernanda Rodrigues e Lucas Soares
Foto Destaque: José Orlando Ferreira Junior

Produtores de queijo de Minas Gerais conquistaram 50 medalhas no 4º concurso “Mondial du Fromage et des Produits Laitiers“, realizado entre os dias 2 e 4 de junho na cidade de Tours, na França. Segundo a organização, foram 952 inscritos de 15 diferentes países. Os queijeiros do estado levaram desde de medalhas de bronze até o super ouro, maior condecoração da disputa.

As histórias dos produtores estão sendo contadas pelo G1 no especial “Minas dos Queijos”, que mostra a tradição do queijo no Sul de Minas. As reportagens apresentam os detalhes da produção industrial e artesanal nas cidades da região, a influência europeia na fabricação do produto e a luta de produtores artesanais em busca de regulamentação e reconhecimento para produzir e vender para todo o país. O especial traz também dicas de harmonização e culinária envolvendo as diversas nuances do queijo.

O Mondial du Fromage é realizado de dois em dois anos. A premiação leva em consideração a qualidade dos queijos e pode ter diversos medalhistas recebendo a mesma premiação, já que a colocação é determinada pela qualidade de cada queijo em si.

Ao todo, Minas Gerais levou 50 medalhas, enquanto o Brasil levou 56. No último concurso, o estado havia levado 11 medalhas. Neste ano foram:

  • 4 super ouros – 3 em MG;
  • 6 ouros – 5 em MG;
  • 23 pratas – 20 em MG ;
  • 23 bronzes – 22 em MG.

Serra da CanastraDestaque

Entre as regiões produtoras premiadas em Minas Gerais, destaque para a Serra da Canastra, que acumulou 24 das 56 medalhas brasileiras no concurso. Três delas foram super ouro.

  • 3 medalhas – Delfinópolis
  • 2 medalhas –  Piumhi
  • 1 medalha –  Medereiros
  • 1 medalha – Bambuí
  • 17 medalhas – São Roque de Minas
Serra da Canastra ganhou 24 medalhas no concurso — Foto: Divulgação Aprocan

O melhor desempenho da Serra da Canastra, até então, havia sido em 2017, com a conquista de três medalhas de prata. O crescimento foi comemorado pelos produtores da região.

“Isso mostra o trabalho da associação ao ajudar o produtor a desenvolver as suas habilidades na fazenda para produzir um produto cada vez de melhor qualidade e conquistar o mundo todo”, Hygor Douglas de Freitas Faria, gerente projetos da Associação dos Produtores de Queijo Canastra (Aprocan).

Fonte / Leia a matéria completa: http://abre.ai/globog1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Posso ajudar?