fbpx
sexta-feira, 13 dezembro 2019
Inicial / Notícias / Queijos da Serra da Canastra conquistam 24 medalhas das 56 do Brasil em concurso mundial na França

Queijos da Serra da Canastra conquistam 24 medalhas das 56 do Brasil em concurso mundial na França



Concurso terminou nesta terça-feira (4) na cidade Tours; produtores alcançaram medalhas que vão de bronze até super ouro.

Por Régis Melo, Fernanda Rodrigues e Lucas Soares
Foto Destaque: José Orlando Ferreira Junior

Produtores de queijo de Minas Gerais conquistaram 50 medalhas no 4º concurso “Mondial du Fromage et des Produits Laitiers“, realizado entre os dias 2 e 4 de junho na cidade de Tours, na França. Segundo a organização, foram 952 inscritos de 15 diferentes países. Os queijeiros do estado levaram desde de medalhas de bronze até o super ouro, maior condecoração da disputa.

As histórias dos produtores estão sendo contadas pelo G1 no especial “Minas dos Queijos”, que mostra a tradição do queijo no Sul de Minas. As reportagens apresentam os detalhes da produção industrial e artesanal nas cidades da região, a influência europeia na fabricação do produto e a luta de produtores artesanais em busca de regulamentação e reconhecimento para produzir e vender para todo o país. O especial traz também dicas de harmonização e culinária envolvendo as diversas nuances do queijo.

O Mondial du Fromage é realizado de dois em dois anos. A premiação leva em consideração a qualidade dos queijos e pode ter diversos medalhistas recebendo a mesma premiação, já que a colocação é determinada pela qualidade de cada queijo em si.

Ao todo, Minas Gerais levou 50 medalhas, enquanto o Brasil levou 56. No último concurso, o estado havia levado 11 medalhas. Neste ano foram:

  • 4 super ouros – 3 em MG;
  • 6 ouros – 5 em MG;
  • 23 pratas – 20 em MG ;
  • 23 bronzes – 22 em MG.

Serra da CanastraDestaque

Entre as regiões produtoras premiadas em Minas Gerais, destaque para a Serra da Canastra, que acumulou 24 das 56 medalhas brasileiras no concurso. Três delas foram super ouro.

  • 3 medalhas – Delfinópolis
  • 2 medalhas –  Piumhi
  • 1 medalha –  Medereiros
  • 1 medalha – Bambuí
  • 17 medalhas – São Roque de Minas
Serra da Canastra ganhou 24 medalhas no concurso — Foto: Divulgação Aprocan

O melhor desempenho da Serra da Canastra, até então, havia sido em 2017, com a conquista de três medalhas de prata. O crescimento foi comemorado pelos produtores da região.

“Isso mostra o trabalho da associação ao ajudar o produtor a desenvolver as suas habilidades na fazenda para produzir um produto cada vez de melhor qualidade e conquistar o mundo todo”, Hygor Douglas de Freitas Faria, gerente projetos da Associação dos Produtores de Queijo Canastra (Aprocan).

Fonte / Leia a matéria completa: http://abre.ai/globog1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *