fbpx
quinta-feira, 30 maio 2024

APROCAN recebe coordenação do Projeto Indicação Geográfica



Turistar, conhecer os produtores locais e, ainda, obter conhecimento sobre o Queijo da Região da Serra da Canastra (MG) são alguns dos motivos que reunem mais de 25 pessoas do Projeto Indicação Geográfica, entre servidores públicos e estudantes dos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo e de São Paulo, na Aprocan nos próximos dias 30 e 31 de agosto. A visita é ocasionada pela oferta do curso imersivo “Treinamento em Gestão Privada de Indicação Geográfica”, que tem o Queijo Minas Artenasal da Canastra como mote.

O curso tem como objetivo gerar conhecimento sobre o que está por trás de uma região com indicação geográfica, e, também, da importância de uma tradição ligada ao queijo. Além disso, oportunizar o turismo proporcionando a visita dos servidores aos produtores da região, para conhecer suas realidades, por meio de um bate-papo prazeroso com um bom café e queijo.

Nesse sentido, a Associação dos Produtores de Queijo Canastra (Aprocan) idealizou uma programação que oportunizasse o conhecimento de vivências e técnicas ligadas ao queijo de minas artesanal de leite cru, com os seguintes profissionais: Brenda Leão de Macedo (Médica Veterinária/ Gerente Técnica Aprocan); Higor Douglas de Freitas (Gerente Executivo Aprocan); Sophia Andrade de Faria Miranda (Secretária Executiva Aprocan), e Valéria Vânia Rodrigues (Dsc.Zootecnista / Coordenadora de Cursos e Laboratório Aprocan).

Como a produção do queijo é o ponto alto da visita, não poderia faltar o convite aos visitantes para quem produzam seu próprio queijo. Claro, a partir da orientação dos profissionais da Aprocan. Ao fim, a coordenação do Projeto Indicação Geográfica espera compartilhar a vivência e as experiências adquiridas no curso com outras iniciativas e,também, criar um canal de diálogo entre as Indicaçãoes Geográficas registradas, a exemplo do Queijo da Canastra, com aquelas que estão buscando o registro junto ao INPI.

Sobre o Projeto Indicação Geográfica:

O Projeto Indicação Geográfica foi gerado a partir do Edital Setec/MEC nº63/2021 e teve como objetivo a seleção e a promoção de projetos voltados ao desenvolvimento de Indicações Geográficas (IGs) e Marcas Coletivas (MC), associados ao ensino, pesquisa e extensão, destinado às instituições integrantes da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (RFEPCT). Através desse Edital, foram selecionados 26 projetos ligados aos Institutos Federais de todo o Brasil.

O que é Indicação Geográfica:

O registro de Indicação Geográfica (IG), concedido pelo INPI, é conferido a produtos ou serviços que são característicos do seu local de origem, o que lhes atribui reputação, valor intrínseco e identidade própria, além de os distinguir em relação aos seus similares disponíveis no mercado. São produtos que apresentam uma qualidade única em função de recursos naturais como solo, vegetação, clima e saber fazer (know-how ou savoir-faire).

Contato:

Alessandra Adão (Jornalista) – (27) 9 8805-8155

E-mail: aleadao@outlook.com

Assessora de Comunicação no Projeto Indicação Geográfica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Posso ajudar?