O PADROEIRO

 

São Roque (1350-1379)

 

 

Padroeiro dos inválidos, cirurgiões, protetor do gado, contra doenças contagiosas e a peste           
              

SIGNIFICADO DO NOME ROQUE: eremita, homem grande e forte

                                                         

                                               

DATA: 16 de agosto

Natural de Montpellier, França, Roque teria nascido com uma cruz rubra estampada no peito. Segundo os registros da igreja católica, Roque ficou órfão de pai e mãe muito jovem e resolveu distribuir todos os seus bens aos pobres, deixando uma pequena parte confiada ao tio, partindo em peregrinação para Roma.  No decorrer da viagem encontrou muitos necessitados e ofereceu-se como voluntário na assistência aos doentes, operando as primeiras curas milagrosas. Onde surgia um foco de peste, lá estava Roque ajudando. Na viagem de volta para a França, foi contagiado pela peste, o que o impediu de prosseguir em sua obra de assistência aos atingidos pelo mesmo mal. Para não contaminar ninguém isolou-se na floresta.  

Sempre vemos São Roque  representado em trajes de peregrino com um cachorro que está a seu lado no ato de lhe dar um pão. Esta gravura é inspirada no tempo de seu isolamento quando teria morrido de fome se um cachorro sem dono não lhe houvesse trazido diariamente um pão e se da terra não tivesse nascido uma fonte de água para lhe matar a sede. Assim ele foi descoberto e levado diante do governador em Montpellier, que era seu tio, mas não o reconheceu. Roque foi confundido com um espião e passou 5 anos numa prisão até morrer abandonado e esquecido por todos. Alguns biógrafos dizem que ele só foi reconhecido depois de morto, pela cruz gravada no peito.

São Roque é invocado com a seguinte oração:

São Roque, vos dedicastes de corpo e alma ao cuidado dos doentes, e Deus, para provar vossa fé e confiança, permitiu que contraísseis a doença. Mas esse mesmo Deus, por meio de um cão, vos alimentou de modo milagroso e também milagrosamente vos curou. Protegei-me contra as doenças infecciosas, livrai-me do contágio dos bacilos, defendei-me da poluição do ar, da água e dos alimentos. Enquanto eu estiver saudável, vos prometo rezar pelos doentes e fazer o possível para aliviar suas dores e sofrimentos. São Roque, abençoai os médicos, fortalecei os enfermeiros e atendentes dos hospitais, curai os doentes, defendei os que têm saúde contra o contágio e a poluição.

 

 

 

 

 

Altar da Igreja Matriz de São Roque de Minas com imagem de São Roque no centro.

 

Outras orações a São Roque:

Glorioso São Roque, alcançai-nos de Cristo Nosso Senhor as graças que nos são necessárias para vivermos dignamente a vida cristã.
Aumentai em nós a fé, a esperança e a caridade.
Seguindo o Vosso Exemplo queremos amar a Deus sobre todas as coisas e amar ao próximo como Cristo nos mandou.
Queremos ajudar aos pobres, aos doentes, aos necessitados de toda a espécie, como vós mesmos o fizestes.
E que um dia, na glória do céu, nós possamos, convosco, gozar da vida eterna. Amém.

Ó inefável padroeiro nosso, São Roque, pela ardente caridade com que amastes o próximo nesta terra, chegastes a expor vossa própria vida para assisti-lo nas necessidades e doenças, especialmente nas moléstias contagiosas. Oh! Fazei que estejamos sempre livres dessas terríveis enfermidades e livrai-nos da peste ainda perigosa que é o pecado. Amém

 

         


 

INICIAL | ATRAÇÕES | HOSPEDAGEM  | COMPRAS | ATIVIDADES | SERVIÇOS | ROTEIROS | COMO CHEGAR

   PARA SABER MAIS | CIDADES  DA  CANASTRA | PUBLICIDADE | CONTATO

 tamandua@serradacanastra.com.br

 


Criação: 15/11/2003
Atualizada em 20/06/2005

©  1998-2005 Tamanduá Ecoturismo Ltda.  Todos os direitos reservados

 

by Anael de Souza & Maurício Costa
anael@serradacanastra.com.br